João Cardoso Rosas

Os gritos de injustiça, na maior parte dos casos, não exprimem qualquer indignação genuína com a injustiça do mundo em que vivemos. Se assim fosse, todos estaríamos quotidianamente na rua a gritar pelo fim da pobreza absoluta, ainda que à custa do abaixamento dos nossos padrões de vida. Em geral, os gritos de injustiça são uma forma racionalizada - no sentido psicológico - de exprimir descontentamento. Mas este descontentamento pode bem referir-se a uma situação que é inteiramente justa, tal como uma situação perfeitamente injusta pode gerar uma acomodação auto-satisfeita.

Diário Económico / 20050802




Facebook

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE