Inês Pedrosa

É com os mortos que se aprende o amor, e por isso o amor chega sempre tarde - demasiadas vezes, no desespero de matar a morte, o amor nunca chega a tocar-nos, ou toca-nos apenas como um arroubo do corpo, que no corpo se prende e se esvai.

Expresso / 20090523




Facebook

Inspirações

O Sentido da Vida

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE