Fernando Ilharco

25 Citações

>>

Não é possível ceder-se na liberdade de expressão nem na liberdade política, mas convém ter-se bom senso; a não ser que o objectivo seja acabar a insultar tudo e todos em nome de todas as liberdades, enquanto o mundo arde à nossa volta. Nunca em sociedade alguma se pôde brincar com tudo. Para além dos tabus em que qualquer sociedade assenta, cada cultura constitui-se sobre o que para si mesma é licito, razoável ou aceitável.

Público / 20060220
Em rigor, ninguém sabe à volta do quê e de quem gira o imenso poder de sedução que se experimenta na sociedade contemporânea da abundância. A sua lógica, no entanto, é cristalina. Quer nos anúncios quer nas notícias, os critérios de participação e de exclusão são claros. Em momentos cerimoniais como o das compras em massa que socialmente se impõe nesta quadra, percebe-se que no mundo simbólico digital, na realidade imaterial em que vivemos, a nossa história é contada todos os dias na televisão: se tudo correr bem, se rolarmos na grande roda da abundância, as boas noticias, ou seja, a publicidade, é o que nos é dirigido; caso contrário, um dia, sem querer, aparecemos no telejornal.

Público / 20051226
Com a televisão em todas as divisões da casa, com a lógica de Hollywood, dos bons e dos maus, das marcas e dos produtos, em todos os écrãs do mundo, a realidade é hoje a imitação do universo digital em que vivemos. É hoje claro que a televisão transformou substantivamente a política, onde reinam os sound bytes, ou o desporto, com, por exemplo, os campeonatos de futebol desenhados à medida do écrã, e o basquetebol americano com as regras alteradas por causa da publicidade. Mas indirectamente tudo é afectado pela lógica mediática da televisão, do cinema e da Internet.

Público / 20051031
Sendo a imitação a estratégia de sobrevivência por excelência, da célula à humanidade passando pelas plantas e animais, dá que pensar o facto de a vida no mundo ser hoje a imitação da vida na televisão. No mais essencial, a imitação não é sempre um truque ou uma manifestação de má fé, mas é também o terreno onde se funda a cultura e o conhecimento. A imitação é a substância da aprendizagem e da mudança como estratégia de sobrevivência do ser vivo.

Público / 20051031
Os horizontes de sedução e de fascínio do universo comunicacional instantâneo global são obviamente o contexto mais fundo do terrorismo planetário, tal como no mais essencial o exagero e a excepção são o contexto da própria sociedade mediática.

Público / 20050711
As sociedades avançadas estão a experimentar algum regresso a um equilíbrio sensorial típico da era tribal pré-alfabeto. A escrita, a linguagem dos livros, esta a deixar de ser a tecnologia de comunicação predominante a favor da das imagens, dos logos, dos vídeo, dos directo, etc. São duas grandes forças que estão a marcar o nosso tempo: a lineariedade do passado/presente e a tribalização do passado/futuro.

Público / 20050530
Os media electrónicos geram a abundância porque a informação é transmitida à velocidade da luz e porque os custos marginais para gerar mais e mais informação tendem para zero. Assim, a informação tecnológica - o ambiente gerado pelos media tecnológicos - tende a substituir virtual, metafórica e simbolicamente, isto e, realmente, a natureza. Neste processo de substituição tecnológica, de actualização electrónica constante, a lógica de entendimento, o fazer sentido da relevância, não é mais a da análise e da solução mas a do padrão e da intuição.

Público / 20050530
Os problemas de hoje, velhos e novos, grandes e pequenos, são a prova provada de aquilo que acontece não ser o que é planeado ou sequer o que é esperado que venha a acontecer. (...) Todos eles, no entanto, a assentarem numa razão essencial: saber não significa solucionar, querer não significa acontecer, a solução não é equivalente à execução da solução.

Público / 20050307
Qualquer fracasso suficientemente sério torna-se num sucesso. Na actual cultura televisiva e em tempo real, um bom fracasso é o ponto inicial e porventura mais alto de uma estratégia de sucesso porque coloca os seus protagonistas numa posição impar em termos de atracção de audiências; e isto é o que hoje determina o lucro, por isso o sucesso.

Público / 20041213
Quando um fracasso é um sucesso, quando a vida é transformada num espectáculo, quando a abundância de histórias, de exemplos e de contra-exemplos são o mais comum, o mais excepcional passa a ser uma vida normal. A regra é os exibicionistas, tanto os génios comos os aldrabões, os artistas, os mágicos, os vendedores de banha da cobra, em resumo, os que aparecem dominarem a cultura.

Público / 20041213
>>
 

Facebook

Inspirações

O que Conta na Vida

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE