Eduardo Prado Coelho

51 Citações

>>

Tornamo-nos amigos de pessoas que não conhecemos, porque um dia descobrimos um livro delas.

Público / 20070826
A ciência resolve problemas, mas nada resolve o Problema. Escrever é descobrir que para certas coisas a ciência é inútil, que a poesia vive dessa inutilidade, e que só por isso é preciso continuar a escrever.

MilFolhas (Público) / 20060610
Hoje em dia a cultura ou a ética tornaram-se argumentos secundários numas eleições.

Público / 20060412
A má-língua, o escárnio e mal-dizer sobrepõem-se sempre à euforia da descoberta. Coleccionam com mais facilidade as reservas do que são capazes de apreciar os méritos. É aquele tipo de lucidez que não consegue ver em relação a si que o excesso de lucidez é um excesso de estupidez. Alguns cronistas e comentadores fazem disso alimento.

Público / 20060113
Nunca se trata de levar a arte ao povo, mas de levar o povo à arte. Por outras palavras, não vamos pôr os poemas de Pessoa em banda desenhada para serem mais acessíveis, mas devemos desenvolver as estruturas pedagógicas para que as pessoas entendam os poemas tais como eles são. Isto é o ABC de uma política cultural: promover a qualidade e criar dispositivos de ensino que permitam a inteligência adequada dessa qualidade.

Público / 20060110
A cultura é da ordem do ser, a civilização é a da ordem do ter. Temos o sentido da etiqueta, mas somos bem ou mal educados. Temos o hábito do jogo, mas há algo que nos inscreve mais metafisicamente no jogo do mundo.

Público / 20051201
A transparência implica o desarme - mas raramente dois desarmam ao mesmo tempo. E seria um erro pensar que o facto de um se desarmar perante o outro faria que esse outro desarmasse também. Por vezes a situação de vulnerabilidade acicata no outro o desejo de vencer. E assim temos a grande linha de tragédia entre os homens: os estados de iminente transparência transformam-se num jogo de massacre, numa batalha campal.

Público / 20050919
A beleza poderá ser o que não tem a ver com a aparência, mas, sim, o que numa pessoa vem sinalizar a sua capacidade de se deixar olhar e mergulhar em transparência.

Público / 20050919
Impressiona-nos sempre a morte, não por ser a morte de este ou de aquele, mas por ela continuar a existir, sendo objectivamente um escândalo.

Público / 20050614
Não há política sem encenação e que o que interessa é saber se a encenação funciona ou não.

Público / 20050527
>>
 

Facebook

© Copyright 2003-2018 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE