Miguel Poiares Maduro

27 Citações

>>

Uma boa memória não é uma grande memória (que se lembra de muita coisa) mas sim uma memória crítica. Mais relevante que a informação que nos transmite a memória é a curiosidade que ela pode promover. (...) O conhecimento não se esgota na memória. Ao contrário, a memória deve ser um incentivo ao conhecimento.

Diário de Notícias / 20051019
Hoje (...) as pessoas parecem menos preocupadas com a sua memória do que com a memória com que os outros ficam delas. Os diários e as autobiografias têm, frequentemente, pouco de memória e muito de tentativa de implantação de uma certa memória nos outros.

Diário de Notícias / 20051019
Falamos tanto da nossa memória colectiva, mas parece que não aprendemos nada com ela. O problema da memória colectiva é que se já é difícil aprender com a nossa memória (quantas vezes repetimos os mesmos erros), ainda é mais difícil aprender com a memória dos outros (de pouco serve conhecermos os seus erros). Daí que sejamos herdeiros de uma história mas não tenhamos memória.

Diário de Notícias / 20051019
Traduzimos tudo o que ouvimos, no sentido em que o filtramos de acordo com as nossas expectativas ou os nossos desejos.

Diário de Notícias / 20050727
A linguagem complicada, erudita, difícil, é frequentemente usada como um instrumento de intimidação. É um pouco como aquelas pessoas que confundem o autoritarismo com a autoridade ou que vêem na doçura e gentileza um sinal de fraqueza e insegurança.

Diário de Notícias / 20050727
Muitas vezes, a única forma de concordarmos não é sequer concordarmos em discordarmos. É, sim, concordarmos em certas palavras atribuindo-lhes significados diferentes as mesmas palavras, duas linguagens. Isto não evita o conflito, mas pacifica-o e racionaliza-o. Deixa de ser um conflito entre valores diferentes a dirimir através de uma relação de forças para passar a ser um conflito de interpretação a resolver através de mecanismos de decisão racionais aceites por todos.

Diário de Notícias / 20050727
Não se deve confundir um optimista com alguém feliz. Ser optimista pode é ser a melhor forma de reagir à infelicidade.

Diário de Notícias / 20050706
Ser optimista dá mais trabalho. Significa reconhecer que temos algum controlo sobre a vida e exige que estejamos dispostos a investir na nossa capacidade de nos transformamos e a transformarmos. Mas isso co-responsabiliza-nos. Somos co-autores da vida e não apenas os seus destinatários. É mais fácil ser pessimista e escondermo-nos no cinismo.

Diário de Notícias / 20050706
O cinismo inerente a uma filosofia pessimista dá-nos uma posição confortável perante a vida. Podemos olhar o mundo de cima para baixo e ser sarcásticos com o «engano» dos outros. Talvez seja por isso que hoje em dia se encontrem muitos mais cínicos que optimistas. É bem mais fácil ter piada sendo cínico do que positivo.

Diário de Notícias / 20050706
Na verdade, uma filosofia pessimista conduz ainda mais seguramente a um cepticismo imobilista. Para os pessimistas, mesmo o que a vida nos pode dar de bom é seguramente transformado em mau pela natureza humana. O que identifica um pessimista é o seu cepticismo face à natureza humana.

Diário de Notícias / 20050706
>>
 

Facebook

.
© Copyright 2003-2017 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE