Abílio de Guerra Junqueiro

Portugal
15 Set 1850 // 7 Jul 1923
Escritor/Poeta/Jornalista/Político

22 Citações

>>

O sorriso que ofereceres, a ti voltará outra vez.
Quando a alma, ao termo de mil hesitações e desenganos, cravou as raízes para sempre num ideal de amor e de verdade, podem calcá-la e torturá-la, podem-na ferir e ensanguentar, que quanto mais a calcam, mais ela penetra no seio ardente que deseja.
A escola é a única alavanca capaz de elevar o povo ao nível da moral.
A felicidade consiste em três pontos: trabalho, paz e saúde.
Toda a alegria vem do amor, e todo o amor inclui o sofrimento.
Nas almas medíocres e superficiais actua sobretudo a realidade transitória das linhas e dos sons, das formas e das cores. As naturezas elevadas, ao contrário, são sempre objectivas e metafísicas.
A verdade não conhece perífrases; a justiça não admite reticências.
Se nos amesquinharem a fama e cercearem a glória, desviando de nós as multidões, que não pensam e vão para onde as levam, melhor. Os que nos querem, os que nos amam, os que nos entendem, ficarão connosco. Os outros, deixando-nos, prestam-nos favor.
A vida é um calvário. Sobe-se ao amor pela dor, à redenção pelo sofrimento.
Na alma da maioria dos homens grunhe ainda, baixo e voraz, o focinho do porco.
>>
 

Facebook

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE