Álvaro de Campos
(Heterónimo de Fernando Pessoa)

Portugal
n. 15 Out 1890


100 Citações

<< >>

Não há poetas do amor, nem da pátria, nem de outra coisa de ordem social. A poesia é individual. A poesia não é para exprimir as emoções sociais. As emoções sociais exprimem-se pela acção, cada emoção social pela acção relativa a ela. A poesia existe para exprimir aquilo que as acções e os gestos não podem exprimir.
É obra de arte tudo aquilo que produz uma emoção de prazer independentemente de satisfação, utilidade ou verdade.
É preciso criar abismos, para a humanidade que os não sabe saltar se engolfar neles para sempre.
O essencial é sentir directa e simplesmente. Eu sinto directa e simplesmente. Sinto o complexo, o anormal e o artificial? É o meu modo de sentir. Logo que eu os sinta espontaneamente, estou no meu lugar, no lugar que a Natureza, criando-me assim, me impôs. Cumpro o meu dever.
Viver é desencontrar-se consigo mesmo.
Pobre da alma humana com oásis só no deserto ao lado!
Quanto fui, quanto não fui, tudo isso sou.
O historiador é um homem que põe os factos nos seus devidos lugares. Não é como foi; é assim mesmo.
Começo a conhecer-me. Não existo.
Ser forte é ser capaz de sentir.
<< >>
 

Facebook

Inspirações

O Sentido da Vida

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE