António Lobo Antunes

Portugal
n. 1 Set 1942
Escritor/Psiquiatra

104 Citações

>>

A melhor maneira de lidar com os outros é tomá-los por aquilo que eles acham que são e deixá-los em paz.

Tabu/Sol (2008)
Uma coisa é o amor, outra é a relação. Não sei se, quando duas pessoas estão na cama, não estarão, de facto, quatro: as duas que estão mais as duas que um e outro imaginam.

Diário de Notícias (2004)
É preciso viver, viver como homem comum entre homens comuns. Só um homem comum pode fazer grandes coisas.

Courier Internacional (2007)
Nós somos casas muito grandes, muito compridas. É como se morássemos apenas num quarto ou dois. Às vezes, por medo ou cegueira, não abrimos as nossas portas.

Diário de Notícias (2004)
No amor podemos substituir uma pessoa por outra, mas não na amizade, porque cada amigo tem o seu lugar e não podemos substitui-lo.

«Conversas com António Lobo Antunes», María Luisa Blanco (2002)
Cada vez gosto mais de ser português e cada vez tenho mais orgulho no meu país. É-me insuportável ouvir dizer «somos um país pequeno e periférico». Para mim Portugal é central e muito grande.

Jornal de Letras (2006)
São precisas muitas mulheres para esquecer uma mulher inteligente.

Diário de Notícias (2006)
A cultura assusta muito. É uma coisa apavorante para os ditadores. Um povo que lê nunca será um povo de escravos.

Diário de Notícias (2003)
Eu gosto desta terra. Nós somos feios, pequenos, estúpidos, mas eu gosto disto.

Ler (1997)
Só há grupos onde existem fraquezas individuais.

Diário de Notícias (2003)
>>
 
Pesquisa

Facebook

A Vaidade e a Inveja Desaparecem com a Idade

Com o passar do tempo, há dois sentimentos que desaparecem: a vaidade e a inveja. A inveja é um sentimento horrível. Ninguém sofre tanto como um invejoso. E a vaidade faz-me pensar no milionário Howa...

A Idealização do Amor

Eu estava a pensar na forma como se poderá entender o amor, à luz da minha formação. Da minha perspectiva, depende daquilo que o outro representa, se o outro é um prolongamento nosso, é uma parte nos...

Nos Momentos Felizes, a Mão Anda Sozinha

Uma coisa para mim é clara: tenho de proteger os meus ovos, que são os meus livros. Se racionalizar as coisas, perco-as. Estaria a fechar portas a mim mesmo e a essas coisas, que não sei bem se me pe...