Mário Quintana

Brasil
30 Jul 1906 // 5 Mai 1994
Poeta/Cronista

19 Citações



O tempo não pára, só a saudade é que faz as coisas pararem no tempo.
O maior chato é o chato perguntativo. Prefiro o chato discursivo ou narrativo, que se pode ouvir enquanto se pensa noutra coisa.
Os verdadeiros analfabetos são os que aprenderam a ler e não lêem.
Se as coisas são inatingíveis, não é motivo para não as querer. Que tristes os caminhos se não fosse a presença mágica das estrelas.
Sonhar é acordar-se para dentro.
Um bom poema é aquele que nos dá a impressão de que está lendo a gente... e não a gente a ele!
Com o tempo não vamos ficando sozinhos apenas pelos que se foram: vamos ficando sozinhos uns dos outros.
Se eu fosse acreditar mesmo em tudo o que penso, ficaria louco.
Amar é mudar a alma de casa.
A mentira é uma verdade que se esqueceu de acontecer.
Maravilhas nunca faltaram ao mundo, o que sempre falta é a capacidade de senti-las e admirá-las.
A modéstia é a vaidade escondida atrás da porta.
Autodidacta: ignorante por conta própria.
A alma é essa coisa que nos pergunta se a alma existe.
Ser poeta não é apenas dizer grandes coisas, mas ter uma voz reconhecível dentre todas as outras.
Se eu amo o meu semelhante? Sim. Mas onde encontrar o meu semelhante?
Se um poeta consegue expressar a sua infelicidade com toda a felicidade, como é que poderá ser infeliz?
A constância é o único escudo que embota a navalha da adversidade.
Quem faz um poema abre uma janela.
 

Facebook

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE