Mario Vargas Llosa

Peru
n. 28 Mar 1936
Escritor/Jornalista/Ensaísta [Nobel 2010]

15 Citações

>>

Os verdadeiros artistas e criadores constituem sempre contra-governos, governos nas sombras a partir das quais vão impugnando as certezas, as retóricas, as ficções ou verdades oficiais e recordando, no que pintam, compõem, interpretam ou fabulam que, contrariamente ao que sustém o poder, o mundo vai muito mal, e que a vida real estará sempre abaixo dos sonhos e dos desejos humanos.

Diário de Notícias (2004)
Algo anda mal na cultura de um país se os seus artistas, em lugar de se proporem mudar o mundo e revolucionar a vida, se empenham em alcançar protecção e subsídios do governo.

Diário de Notícias (2004)
A literatura não é algo que nos faça felizes, mas ajuda-nos a defendermo-nos da infelicidade.
A incerteza é uma margarida cujas pétalas nunca acabam de desfolhar.
Só um idiota pode ser totalmente feliz.
É fácil saber o que queremos dizer, o que é difícil é dizê-lo.
No meu caso, a literatura é uma espécie de vingança. É algo que me dá aquilo que a vida real não me pode dar - todas as aventuras, todo o sofrimento. Todas as experiências que eu só posso viver na na imaginação, a literatura completa-as.
A memória é uma armadilha, pura e simples, que altera, e subtilmente reorganiza o passado, por forma a encaixar-se no presente.
Escreve-se para preencher vazios, para fazer separações contra a realidade, contra as circunstâncias.
Os escritores são os exorcistas dos seus próprios demónios.
>>
 

Facebook

.
© Copyright 2003-2017 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE