Nicolau Breyner

Portugal
30 Jul 1940 // 14 Mar 2016
Actor / Realizador

10 Citações



O Estado são pessoas de má fé, de um modo geral, em todo o mundo. São empresas que tiram o mais que podem e dão o menos que podem.

Público, 18 Abril 2010
O entusiasmo. A necessidade de inovar e começar coisas novas. O amor à vida. O sentido da beleza. A vontade de sonhar, que ainda não passou. Se é que tenho qualidades, essa é uma delas. Quando tomo conta de um projecto que me agrade, sou outra vez um miúdo de 20 anos.

Público, 18 Abril 2010
Se me dissessem para todos deixarmos de ter tanto, para mais pessoas terem, estava plenamente de acordo. Cada vez que vejo certos rendimentos fico alucinado. Por exemplo, sou incapaz de gastar muito dinheiro em roupa, e não é forretice. Odeio lojas, odeio consumismo, reclamo contra tudo.

Público, 18 Abril 2010
Não sou rico, trabalho como uma besta para poder viver com o conforto que quero.

Público, 18 Abril 2010
Vivo perturbado todos os dias, e sempre que abro um jornal, com a total injustiça social. Cada vez que me acontece alguma coisa boa materialmente - ganhar mais dinheiro -, há sempre em mim um sentimento de vergonha. Penso nas pessoas que naquele momento não sabem se têm dinheiro para almoçar e para dar almoço aos filhos.

Público, 18 Abril 2010
Nasce-se resistente. Outra coisa, que é uma couraça, é o meu sentido de humor. O humor com que vejo a vida e o quanto me divirto a viver. Divirto-me a ir tomar um café ao Chefe, aqui na Lapa, a ver uma porcaria qualquer na televisão, a ler um livro, a rir com os meus amigos, a fazer as cenas mais dramáticas numa novela.

Público, 18 Abril 2010
Não tenho o direito de dizer coisas que firam outras pessoas. Se for preciso mentir, desde que isso não cause mal a outros, claro que minto. A velhice não é boa, temos de nos habituar a viver com ela. Mas temos alguns direitos adquiridos, e um deles é esse, dizer o que pensamos.

Público, 18 Abril 2010
Trabalho 13, 14 horas por dia, não dá para mais.
Detesto o american way of life, mas em cinema tiro-lhes o chapéu. Eles percebem que o cinema não é só uma arte, é uma indústria.
Gosto do cinema que me faz mexer na cadeira.
 

Facebook

Inspirações

A Casa Onde Moramos

© Copyright 2003-2017 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE