Ramalho Eanes

Portugal
n. 25 Jan 1935
MIlitar/Político/Estadista

19 Citações

<<

A democracia representativa está em crise, porque ela é só e pouco representativa. É muito fechada às elites que se cooptam e se reproduzem, não se abre convenientemente à sociedade civil e aos cidadãos, que devem ser obrigados a participar na decisão sobre as grandes questões.

Expresso, 27 Jan 2007
A sociedade civil está menos participativa, e, portanto, menos capaz de defender as suas posições e interesses perante o poder, mais incapaz de fiscalizar o poder.

Expresso, 27 Jan 2007
Eu diria que a democracia, hoje, está mais normalizada. A democracia representativa só é democracia crescente quando procura implicar cada vez mais os cidadãos na acção política. E sabemos que a participação dos portugueses é muito pequena.

Expresso, 27 Jan 2007
Temos (os portugueses) muita dificuldade em fazer um trabalho consistente, demorado. Somos mais dados ao trabalho imediato.

Expresso, 26 Jan 2013
Um povo que vive mal no presente e a quem não dizem que vai viver melhor no futuro não consegue manter a unidade nacional e a coesão. E um povo sem unidade não é um povo, não é uma comunidade de partida e destino comuns.

Expresso, 26 Jan 2013
A pátria não é a entidade pela qual valerá a pena morrer, mas pela qual vale a pena viver – pelos filhos, pelos netos, nossos e dos outros.

Expresso, 26 Jan 2013
Não posso admitir que se olhe para o desemprego como se fosse uma realidade abstracta. O desemprego são desempregados! E um desempregado, sobretudo de longa duração, é um homem que, pouco a pouco, perde a sua autodignidade, perde respeito por si e pelos outros. Num jovem é muito pior: sente que lhe estão a roubar o futuro. E daqui resulta ou a desistência, a passividade, ou a evasão perversa, ou a revolta. Em muitos países as grandes revoltas foram feitas pela juventude, que não aceita que lhe roubem o futuro!

Expresso, 26 Jan 2013
Nunca se faz uma reforma contra os indivíduos que vão dar-lhe realização E nunca se faz uma reforma contra o país. Só se faz uma reforma utilizando um método capaz. (...) Quando o estudo é feito por um grupo que a sociedade civil reconhece e que tem competência e isenção, criam-se condições imediatas de aceitação e de discussão.

Expresso, 26 Jan 2013
Na prática, os partidos têm privilegiado as áreas de divergência, de combate e diferenciação, esquecendo as outras. Um país que carece de alterações profundas deve procurar, em determinadas questões essenciais, a concertação e o consenso.

Expresso, 26 Jan 2013
<<
 

Facebook

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE