Natália Correia

Portugal
13 Set 1923 // 16 Mar 1993
Poeta

24 Citações

>>

Eu acho que o segredo da nossa personalidade está naquilo que nós ignoramos de nós próprios. Quando pretendemos racionalizar, as coisas escapam-nos.
O espírito manifesta-se de diversas formas divinas, que são os deuses. É isso o politeísmo! O politeísmo é a própria demonstração de que a unidade está no espírito e que os deuses são facetas dessa unidade. Eu sou uma espiritualista!
Gosto muito do meu marido, o respeito muito, ele é um homem extraordinário. Casei-me pela primeira vez quando era adolescente. Depois encontrei-o, fixei-me. O resto da minha vida é escrever, sonhar, viver, mais nada!
Todos nós estamos sujeitos a que nos inventem biografias. Inventem à vontade... O problema é das pessoas que as inventam.
Por disposição estética, nasci para ser rica, mas o meu sentido de liberdade rejeitou todas as oportunidades que me dessem riqueza material. Vivi sempre o melhor possível dentro da modéstia dos meus recursos.
Não aceito nenhuma disciplina que me seja imposta, sem que me demonstrem a razão dela.
Os meus mestres foram todos os homens e mulheres que me deslumbraram em leitura e não só: em exemplos de vida.
Todos temos uma parte misteriosa e há quem pretenda resolver os seus mistérios na psicanálise. Eu prefiro dar-lhes voz na Poesia.
A sabedoria é mesmo feminina. Correndo o risco de me repetir ou citar a mim mesma, direi que a «sophia» é feminina. A sabedoria é feminina e a filosofa é masculina. O homem enamora-se da sabedoria, mas nunca chega lá. E o percurso para... A mulher, ela própria, é ovularmente o segredo do Universo. Ela contém em si a sabedoria. As vezes não tem é consciência disso.
Grande parte da minha obra é dedicada à minha mãe. Eu não sou nada maternal. Se sou maternal é no sentido, digamos, psicobiologicamente feminino, de toda a mulher ser um translado da Mãe Eterna. Mais nada. Só nisso é que sou mãe...
>>
 

Facebook

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE