Manuel Maria Barbosa du Bocage

Portugal
15 Set 1765 // 21 Dez 1805
Poeta

5 Citações



Aquele canta e ri; não se embaraça / Com essas coisas vãs que o mundo adora / Este (oh, cega ambição!) mil vezes chora / Porque não acha bem que o satisfaça.
A frouxidão no amor é uma ofensa, / Ofensa que se eleva a grau supremo; / Paixão requer paixão; fervor e extremo / Com extremo e fervor se recompensa.
De quantas cores se matiza o Fado! Nem sempre o homem ri, nem sempre chora, Mal com bem, bem com mal é temperado.
Tu, de quantos dragões o Inferno encerra, / És o pior, Inveja pestilente! / Morde a virtude, ao mérito faz guerra / Teu detestável, teu maligno dente.
Basta, cega paixão, loucos amores; / Esqueçam-se os prazeres de algum dia, / Tão belos, tão duráveis como as flores.
 

Facebook

.
© Copyright 2003-2017 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE