Herberto Helder

Portugal
23 Nov 1930 // 24 Mar 2015
Poeta

É obrigatório dizê-lo: pouca gente tem ouvidos puros. Ou mãos limpas. Ler um poema é poder fazê-lo, refazê-lo: eis o espelho, o mágico objecto do reconhecimento, o objecto activo de criação do rosto. O eco visual se quanto a rostos fosse apenas tê-los fora e ver.

Jornal Público, 4 Dezembro 1990

Citação em Imagem

É obrigatório dizê-lo: pouca gente tem ouvidos puros. Ou mãos limpas. Ler um poema é poder fazê-lo, refazê-lo: eis o espelho, o mágico objecto do reconhecimento, o objecto activo de criação do rosto. O eco visual se quanto a rostos fosse apenas tê-los fora e ver. - Herberto Helder - Frases




Facebook

Inspirações

Desejo sem Limites

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE