“Imaginar o nosso sofrimento tem de ser muito diferente desta coisa do ‘amem-me, olhem para mim, vejam a minha dor’”

Mapas é uma cartografia íntima a partir do luto. O seu autor, o crítico, editor, escritor e poeta John Freeman parte da doença e da morte da mãe para uma trajectória pessoal, real e imaginária. No livro, ele é testemunha, filtro transformador de uma jornada sem fim, mas que se adapta às mutações da vida....

read more...

Share |

Published By: Público - Cultura - Saturday, 27 April