Orhan Pamuk

Turquia
n. 7 Jun 1952
Escritor [Nobel 2006]

3 Textos



O Momento Mais Feliz da Vida (1)

De facto ninguém reconhece o momento mais feliz das suas vidas na altura em que o está a viver. Até pode ser que, num momento de alegria, se possa acreditar sinceramente que se está a viver o momento...

Povos Sem Sorte (2)

As pessoas podem sentir pena de um homem que está a passar por tempos difíceis, mas quando um país inteiro é pobre, o resto do mundo assume que todos os seus cidadãos são desmiolados, preguiçosos, su...

A Grande Literatura (3)

Os romances nunca serão totalmente imaginários nem totalmente reais. Ler um romance é confrontar-se tanto com a imaginação do autor quanto com o mundo real cuja superfície arranhamos com uma curiosid...


Facebook

Vivemos de Matar

Os vivos alimentam-se e engordam às custas dos mortos. É a essência da natureza. Basta ver os documentários sobre a vida selvagem na televisão, aves corpulentas arrancando com o bico as tripas das ví...

A Inutilidade de qualquer Esforço Desinteressado

Desde que me convenci da inutilidade de qualquer esforço desinteressado, nunca mais pensei em escrever um livro; limito-me a apontamentos. Inútil por inútil, diminua ao menos a maçada. Estes apontame...
Inspirações

O Sentido da Vida

© Copyright 2003-2016 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE