Adília Lopes

Portugal
n. 20 Abr 1960
Poetisa/Cronista/Tradutora

8 Poemas



Deus é a Nossa Mulher-a-Dias (1)

Deus é a nossa/ mulher-a-dias/ que nos dá prendas/ que deitamos fora/ como a vida/ porque achamos/ que não presta/ / Deus é a nossa/ mulher-a-dias/ que nos dá prendas/ que deitamos fora/ como a fé/ p...

Arte Poética (2)

Escrever um poema/ é como apanhar um peixe/ com as mãos/ nunca pesquei assim um peixe/ mas posso falar assim/ sei que nem tudo o que vem às mãos/ é peixe/ o peixe debate-se/ tenta escapar-se/ escapa-...

Marianna e Chamilly (3)

Quando partires/ se partires/ terei saudades/ e quando ficares/ se ficares/ terei saudades/ / Terei/ sempre saudades/ e gosto assim/ / Adília Lopes, in 'Caderno'...

45 Anos (4)

É tempo/ de regressar/ a casa/ / A poesia/ não está/ na rua/ / Adília Lopes, in 'A Árvore Cortada'...

Lisboa (5)

Cidade branca/ semeada/ de pedras/ / Cidade azul/ semeada/ de céu/ / Cidade negra/ como um beco/ / Cidade desabitada/ como um armazém/ / Cidade lilás/ semeada/ de jacarandás/ Cidade dourada/ / semead...

Os Amantes (6)

Os amantes/ fecham-se/ um no outro/ (como os punhos/ do bebé/ que dorme/ no berço/ e no útero/ da mãe/ como as caras/ dos ícones/ no escuro/ das igrejas)/ / Adília Lopes, in 'Sete Rios Entre Campo...

21 Anos (7)

Os meus cavalos/ espantaram-se/ / Como o Hipólito/ da tragédia grega/ bocados de mim/ pendem/ dos arbustos/ / Adília Lopes, in 'A Árvore Cortada'...

Para um Vil Criminoso (8)

Fizeste-me mil maldades/ e uma maldade muito grande/ que não se faz/ acho que devo ter sido a pessoa/ a quem fizeste mais maldades/ nem deves ter feito a ninguém/ uma maldade tão grande/ como a que m...


Facebook

© Copyright 2003-2017 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE