António Dinis da Cruz e Silva

Portugal
4 Jul 1731 // 5 Out 1799
Poeta/Magistrado

4 Poemas



Em Defesa da Língua Portuguesa (1)

Desta audácia, Senhor, deste descôco/ Que entre nós, sem limite, vai lavrando,/ Quem mais sente as terríveis conseqüências/ É a nossa português, casta linguagem,/ Que em tantas traduções anda envasad...

Vem, oh Noite Sombria (2)

Vem, oh noite sombria, e revolvendo/ O longo açoite, que à carreira acende/ As fuscas Éguas, sobre a terra estende/ De sombras carregado o manto horrendo:/ / Vem: e as brancas papoilas espremendo,/ E...

Corre, Já entre Serras Escarpadas (3)

Corre, já entre serras escarpadas,/ Já sobre largos campos, murmurando./ o Tieté, e, as águas engrossando,/ soberbo alaga as margens levantadas./ / Penedos, pontes, árvores copada:/ quanto topa, de c...

Que Aziago que Foi, que Dia Infausto (4)

Que aziago que foi, que dia infausto/ Aquele, em que vi tua formosura!/ Em que cheio de amor e de ternura/ Esta alma te ofertei em holocausto!/ Teus olhos m'o fizeram ter por fausto,/ Teus belos olho...


Facebook

© Copyright 2003-2017 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE