António Patrício

Portugal
7 Mar 1878 // 4 Jun 1930
Escritor/Diplomata

5 Poemas



Saudade do Teu Corpo (1)

Tenho saudades do teu corpo: ouviste/ correr-te toda a carne e toda a alma/ o meu desejo – como um anjo triste/ que enlaça nuvens pela noite calma?.../ / Anda a saudade do teu corpo (sentes?...)/ Sem...

O que é Viver? (2)

Viver é só sentir como a Morte caminha/ E como a Vida a quer e como a vida a chama.../ Viver, minha princesa pobrezinha,/ É esta morte triste de quem ama…/ / Viver é ter ainda uma quimera erguida/ Ou...

Relíquia (3)

Era de minha mãe: é um pobre xale/ que tem pra mim uma carícia de asa./ Vou-lhe pedir ainda que me fale/ da que ele agasalhou em nossa casa./ / Na sua trama já puída e lassa/ deixo os meus dedos pra ...

A Redenção (4)

A divina emoção que tu me deste,/ Já m´a deu uma árvore ao poente.../ Não é só teu encanto que te veste:/ A seiva e o sangue rezam irmãmente./ / Às vezes nuvens, mares, areais,/ Dão-me mais sonho do ...

Unge-me de Perfumes (5)

“Gosto tanto de ti...”, dizes. É pouco./ É das tuas mãos erguidas que eu preciso./ Vê bem, Amor: não é orgulho louco./ Para os outros eu sou apenas riso./ / Unge-me de perfumes, minha amada,/ Como ce...


Facebook

© Copyright 2003-2017 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE