Armando Côrtes-Rodrigues

Portugal
28 Fev 1891 // 14 Out 1971
Escritor/Poeta/Dramaturgo/Cronista

6 Poemas



Canção do Mar Aberto (1)

Onde puseram teus olhos/ A mágoa do teu olhar?/ Na curva larga dos montes/ Ou na planura do mar?/ / De dia vivi este anseio;/ De noite vem o luar,/ Deixa uma estrada de prata/ Aberta para eu passar./...

Sinfonia de Cor (2)

Sempre defronte/ de mim/ o mar azul, o mar imenso, o mar sem fim,/ todo igual e azul até ao horizonte./ / Neste dia delirante/ de luz crua a jorrar, intensa, lá do alto,/ uma vela distante/ mancha de...

Passo Triste no Mundo (3)

Passo triste no mundo, alheio ao mundo./ Passo no mundo alheio, sem o ver,/ E místico, ideal e vagabundo,/ Sinto erguer-se minh'Alma do profundo/ Abismo do seu Ser./ / Vivo de Mim, em Mim, e par...

Vozes da Noite (4)

Vozes na Noite! Quem fala/ Com tanto ardor, tanto afã?/ Falou o Grilo primeiro,/ Logo depois foi a Rã./ / Pobre loucura dos homens/ Quando julgam entendê-las…/ Só eles pasmam os olhos/ Neste encanto...

Anoitecer (5)

Ficou o céu descorado…/ E a Noite, que se avizinha,/ Vem descendo ao povoado,/ Como trôpega velhinha./ / Para a guiar com cuidado/ Veio-lhe ao encontro a Tardinha,/ Não fosse a Noite sozinha/ Perder-...

Ergo Meus Olhos (6)

Ergo meus olhos vagos, na distância/ Da sombra do meu Ser.../ Pairam de mim além, e a minha Ânsia/ Cansa de me viver./ / Meus olhos espectrais de comoção,/ Olhos da alma, olhando-se a si,...


Facebook

.
© Copyright 2003-2017 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE