Francesco Petrarca

Itália
20 Jul 1304 // 19 Jul 1374
Poeta

4 Poemas



Vê o Meu Amor (1)

Senhora minha, que tão leda estais / Co’o princípio de tudo, e o mereceste/ Por essa vida santa que viveste,/ E em sédia gloriosa vos sentais,/ / Ó rara e portentosa entre as demais,/ Ora, no Olhar q...

Sempre Arrazoando dela, Viva e Morta (2)

Oh, vai, verso dolente, à pedra dura/ Que o meu caro tesouro em terra esconde,/ E chama quem do céu inda responde,/ Se bem que o corpo esteja em tumba escura./ / Diz-lhe que vivo exausto de amargura,...

O Amor que Abandonaste (3)

Alma tão bela desse nó já solta/ Que mais belo não sabe urdir natura,/ Tua mente volve à minha vida obscura/ Do céu à minha dor em choro envolta./ / Da falsa suspeição liberta e absolta/ Que outrora ...

Comigo noutro Tempo Estavas (4)

Amor, comigo noutro tempo estavas/ Entre estas margens do pensar amigas/ E p'ra saldar nossas razões antigas/ Comigo e o rio arrazoando andavas:/ / Floras, frondes, sombras, ondas, antros, cavas,/ Pr...


Facebook

Inspirações

Iluminar a Vida

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE