Francisco de Oliveira Carvalho

Brasil
11 Jun 1927 // 4 Mar 2013
Poeta

6 Poemas



Improviso (1)

Nem só de chuva/ se tece a nuvem/ nem só de evento/ se inventa o vento./ / Nem só de fala/ se engendra o grito/ nem só de fome/ prospera o trigo./ / Nem só de raiva/ arde a metáfora/ nem só de enigma...

Tua Chama Incendeia o Meu Pensamento (2)

Penso: logo tua chama/ incendeia o meu pensamento/ logo me entregas/ as pálpebras da orquídea submersa/ logo o dia amanhece/ em todas as conchas do teu dorso/ logo os meus olhos/ esvaziam o cálice de...

As Amadas Passam como o Vento (3)

Um dia percebemos que as amadas se evaporam/ no ar como se nunca tivessem existido./ Sombras de pássaros na água/ / elas emigram para lugares distantes/ ou talvez para alguma estrela/ dessas que flam...

Soneto à Rendeira (4)

O linho é uma oração remota, nesse/ fluir fabril de fio para a flor./ Move-se o coração da moça, e esquece/ o tempo prisioneiro, em derredor/ / da sombra esguia que à almofada tece./ Move-se, em seu ...

Prova Documental (5)

Já assumi a solidão dos outros/ já provei do enigma insolúvel/ já calcei as botas do morto/ já tive segredo e foi de água abaixo./ / Já fugi ao encontro marcado/ já fui banido, já disse adeus/ já fui...

Enterro de Luxo (6)

Lá vai o enterro de luxo/ puxado por sete cavalos/ lá vai a rosa de plástico/ na lapela do cadáver./ / Lá vai o defunto imberbe/ boiando em madeira nobre/ lá vai a língua bilingue/ com seu sotaque po...


Facebook

Inspirações

Iluminar a Vida

© Copyright 2003-2017 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE