Jorge de Lima

Brasil
23 Abr 1893 // 15 Nov 1953
Poeta / Político / Médico

4 Poemas



Imaginai no Firmamento de Antes (1)

Imaginai no firmamento de antes/ dois nevoeiros em oito entrelaçados,/ galo e penumbra, draga sempre em púbis/ penetrada de proas dominantes./ / E a calmaria toda havida há instantes/ em círculo de s...

Depois Vi o Sangue Coagular-se em Letras (2)

Depois vi o sangue coagular-se em letras/ espalhadas nos muros e nas pedras;/ e o céu baixar-se para fecundá-las/ e fugir outra vez para esquecê-las./ / Depois vi o homem pressuroso em lê-las,/ trans...

Ele Viu a Árvore (3)

Ele viu a árvore:/ era enorme e caminhava com seus pés de raízes;/ em sua copa havia ninhos onde a vida brotava/ e dela desciam cobras para matar a vida./ / Ele viu a árvore: ia impelida pelas forças...

Distribuição da Poesia (4)

Mel silvestre tirei das plantas,/ sal tirei das águas, luz tirei do céu./ Escutai, meus irmãos: poesia tirei de tudo/ para oferecer ao Senhor./ Não tirei ouro da terra/ nem sangue de meus irmãos./ Es...


Facebook

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE