Olavo Bilac

Brasil
16 Dez 1865 // 28 Dez 1918
Poeta/Jornalista

34 Poemas

>>

Velhas Árvores (1)

Olha estas velhas árvores, mais belas/ Do que as árvores novas, mais amigas:/ Tanto mais belas quanto mais antigas,/ Vencedoras da idade e das procelas.../ / O homem, a fera, e o inseto, à sombra del...

Língua Portuguesa (2)

Última flor do Lácio, inculta e bela,/ És, a um tempo, esplendor e sepultura:/ Ouro nativo, que na ganga impura/ A bruta mina entre os cascalhos vela/ Amo-se assim, desconhecida e obscura/ Tuba de al...

Um Beijo (3)

Foste o beijo melhor da minha vida,/ ou talvez o pior...Glória e tormento,/ contigo à luz subi do firmamento,/ contigo fui pela infernal descida!/ Morreste, e o meu desejo não te olvida:/ queimas-me ...

Maldição (4)

Se por vinte anos, nesta furna escura,/ Deixei dormir a minha maldição,/ - Hoje, velha e cansada da amargura,/ Minh'alma se abrirá como um vulcão./ / E, em torrentes de cólera e loucura,/ Sobre a tua...

Em uma Tarde de Outono (5)

Outono. Em frente ao mar. Escancaro as janelas/ Sobre o jardim calado, e as águas miro, absorto./ Outono... Rodopiando, as folhas amarelas/ Rolam, caem. Viuvez, velhice, desconforto.../ / Por que, be...

Não és Bom, nem és Mau (6)

Não és bom, nem és mau: és triste e humano.../ Vives ansiando, em maldições e preces,/ Como se a arder no coração tivesses/ O tumulto e o clamor de um largo oceano./ Pobre, no bem como no mal padeces...

A Alvorada do Amor (7)

Um horror grande e mudo, um silêncio profundo/ No dia do Pecado amortalhava o mundo./ E Adão, vendo fechar-se a porta do Éden, vendo/ Que Eva olhava o deserto e hesitava tremendo,/ Disse:/ / Chega-t...

Sonho (8)

Quantas vezes, em sonho, as asas da saudade/ Solto para onde estás, e fico de ti perto!/ Como, depois do sonho, é triste a realidade!/ Como tudo, sem ti, fica depois deserto!/ / Sonho... Minha alma v...

Primavera (9)

Ah! quem nos dera que isto, como outrora,/ Inda nos comovesse! Ah! quem nos dera/ Que inda juntos pudéssemos agora/ Ver o desabrochar da primavera!/ / Saíamos com os pássaros e a aurora./ E, no chão,...

Mater (10)

Tu, grande Mãe!... do amor de teus filhos escrava,/ Para teus filhos és, no caminho da vida,/ Como a faixa de luz que o povo hebreu guiava/ À longe Terra Prometida./ / Jorra de teu olhar um rio lumin...
>>

Facebook

Inspirações

Rirmos Juntos

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE