Rui Manuel Correia Knopfli

Portugal
10 Ago 1932 // 25 Dez 1997
Poeta/Jornalista

8 Poemas



Quem Somos (1)

Quem somos, senão o que imperfeitamente/ sabemos de um passado de vultos/ mal recortados na neblina opaca,/ imprecisos rostos mentidos nas páginas/ antigas de tomos cujas palavras/ / não são, de cert...

O Livro Fechado (2)

Quebrada a vara, fechei o livro/ e não será por incúria ou descuido/ que algumas páginas se reabram/ e os mesmos fantasmas me visitem./ Fechei o livro, Senhor, fechei-o,/ / mas os mortos e a sua memó...

Memória Consentida (3)

Neste lugar sem tempo nem memória,/ nesta luz absoluta ou absurda,/ ou só escuridão total, relances há/ em que creio, ou se me afigura,/ ter tido, alguma vez, passado/ / com biografia, onde se mistur...

O Escriba Acocorado (4)

Sentado na pedra de ti próprio,/ não tens rosto, senão o que,/ de anónimo, a ela afeiçoou/ a mão que assim te quis. Do resto,/ do que de individualidade, porventura,/ / em ti existiria, se encarregou...

Inominado Nome (5)

Persigo-o no ininteligível arbítrio/ dos astros, na clandestina linfa/ que percorre os túrgidos corredores/ do indecifrável, nos falsos indícios/ que, de fogos fátuos, escurecem/ / a persistente incó...

Metodologia (6)

Convoco os duendes da inquietação/ e da alegria, urdindo um laborioso/ rito circular, delicada teia iridiscente/ de que, relutante, a luz se vá/ pouco a pouco enamorando./ / Palavras não as profiro/ ...

O Sono de Percival (7)

O justo é injusto, o injusto justo é./ Débil julguei ouvir tua voz a desoras./ Um lamento lento, por certo a voz/ do vento. Secarei, talvez como o feno,/ não dormindo, nem noites, nem dias./ / Soluço...

Villa Dei Misteri (8)

Tiro os óculos e recua o mundo:/ torno à mais árdua intimidade./ Diónisos ou Penteus, antes do sangue/ pesa já a vinha sobre as colinas/ de Outubro./ / As bodas místicas/ do ...


Facebook

© Copyright 2003-2017 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE