Sebastião Alba

Portugal
11 Mar 1940 // 14 Out 2000
Escritor

3 Poemas



Ninguém Meu Amor (1)

Ninguém meu amor/ ninguém como nós conhece o sol/ Podem utilizá-lo nos espelhos/ apagar com ele/ os barcos de papel dos nossos lagos/ podem obrigá-lo a parar/ à entrada das casas mais baixas/ podem a...

No Meu País (2)

No meu país/ dardejado de sol e da caca dos gaios/ só há estâncias/ (de veraneio) na poesia./ Nossos lábios/ a um metro e sessenta e tal/ do chão amarelecido/ dos símbolos/ abrem para fora/ por dois ...

Aqui Louvo os Animais (3)

Súbdito só de quem não reina,/ aqui louvo os animais./ Há, entre mim e eles, uma funda/ relação de videntes:/ as paisagens que fendem/ e a minha, sepulta,/ perfazem um mesmo habitat./ Desde que os nã...


Facebook

.
© Copyright 2003-2017 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE