W. B. Yeats

Irlanda
13 Jun 1865 // 28 Jan 1939
Poeta / Dramaturgo

8 Poemas



O Seu Triunfo (1)

Cumpri a vontade do dragão até que chegaste/ Pois imaginara o amor uma improvisação/ Casual, ou um jogo estabelecido/ Que acontecia se deixava cair o lenço:/ Melhores eram os actos que davam asas ao ...

Morte (2)

Nem temor nem esperança assistem/ Ao animal agonizante;/ O homem que seu fim aguarda/ Tudo teme e espera;/ Muitas vezes morreu,/ Muitas vezes de novo se ergueu./ Um grande homem em sua altivez/ Ao en...

Oh, Não Ames Demasiado Tempo (3)

Amada, não ames demasiado tempo;/ Eu amei tanto, tanto/ E fui passando de moda/ Como uma velha canção./ / Ao longo desses anos da nossa juventude/ Não podíamos distinguir/ O nosso pensamento do pensa...

Ele Desejava que a Sua Amada Estivesse Morta (4)

Se fria e morta jazesses,/ E a Oeste se fossem apagando as luzes,/ Virias até mim, inclinando a cabeça,/ E a minha fronte em teu peito repousaria;/ Murmurarias ternas palavras,/ Perdoando-me, porque ...

Parto da Paixão (5)

Quando a flamejante e angélica porta se abre num tumulto de alaúdes,/ Quando imortal paixão respira em mortal argila,/ O nosso coração suporta o flagelo, a coroa de espinhos, o caminho/ Povoado de ro...

O Amante Diz da Rosa no Seu Coração (6)

Tudo quanto é feio, destruído, todas as coisas gastas, velhas,/ O grito de uma criança à beira do caminho, o rangido de uma carroça/ que se arrasta,/ O pesado andar do lavrador, p...

Quando Fores Velha (7)

Quando fores velha, grisalha, vencida pelo sono,/ Dormitando junto à lareira, toma este livro,/ Lê-o devagar, e sonha com o doce olhar/ Que outrora tiveram teus olhos, e com as suas sombras profundas...

Ele Oferece uns Versos à Sua Amada (8)

Prende os teus cabelos num alfinete de ouro,/ E prende cada trança vagabunda;/ Pedi ao meu coração para fazer estes pobres versos/ Neles trabalhou, dia após dia,/ Edificando de antigas batalhas/ Uma ...


Facebook

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE