Walmir Ayala

Brasil
4 Jan 1933 // 28 Ago 1991
Poeta/Romancista

5 Poemas



Até o Fim (1)

Até o fim com esta garganta/ e estes olhos/ líquidos, até o fim/ com estas mãos/ trémulas./ / Até o fim com estes pés exaustos/ e estes lábios costurados/ ao pé da noite. Até o fim/ sem dizer nada./ ...

Viola (2)

Ai, não morras de amor, de amor não morre/ o amor que mata amor morosamente./ Não creias no que te arma de descrente/ e sendo anti-socorro te socorre./ / Naquela simples gala, justamente,/ é início d...

Amor, se te Repito (3)

Amor, se te repito, se te clamo/ se te exijo e te cravo em mim, se espero/ sabendo que não vens, e se te gero/ em cada instante meu, e se te amo,/ / amor, se te reservo o que mais quero,/ se te acred...

Protesto (4)

Não é no teu corpo que se imola/ para a ceia dos meus sentidos/ a vítima núbil, a áurea mola/ que cinge o amor recente aos idos./ / Mas é também no teu corpo que corre/ o sangue qu...

Noite Escura (5)

Noite escura do amor, em que me deito/ com teu corpo de luz, eu assombrado/ deste fantasma de repente alado/ amplificando a jaula do meu peito./ / Deixando-o infinito, maculado/ de sangue e espuma (é...


Facebook

O Segredo do Destino

O destino é uma percepção que tens em como sabes algo sobre ti próprio que ninguém mais sabe. A imagem que tens na tua própria mente sobre aquilo que és irá tornar-se realidade. É o tipo de coisa que...

Prometo Perder

Prometo perder. Prometo por vezes fraquejar, por vezes cair, por vezes ser incapaz de ganhar. Nem sempre conseguirei superar, nem sempre conseguirei ultrapassar. Nem sempre poderei ser capaz de ir ...
Inspirações

Viver o Presente

© Copyright 2003-2016 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE