Alfredo Guisado

Portugal
30 Out 1891 // 2 Dez 1975
Poeta/Jornalista

Ante Deus

Quando te vi eu fui o teu voar
E desci Deus pra me encontrar em mim.
Voei-me sobre pontes de marfim
E uma das pontes, Deus, em meu olhar!

Aureolei-me de oiro em sombra fria
E meus voos caíram destruídos.
Foram dedos de Deus os meus sentidos.
Meu Corpo andou ao colo de Maria.

Agora durmo Cristo em véus pagãos.
São tapetes de Deus as minhas mãos.
Regresso Ânsia pra alcançar os céus.

Ergo-me mais. Sou o perfil da Dor.
Sobre os ombros de Deus olho em redor
E Deus não sabe qual de nós é Deus!

Alfredo Guisado, in 'Ânfora'




Outros Poemas de Alfredo Guisado:

Facebook

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE