Luís Veiga Leitão

Portugal
27 Mai 1912 // 9 Out 1987
Poeta/Artista plástico

Bel

Hálito da terra depois da chuva:
cálida ternura
aflorando
na espessura
do lábio

Teu corpo
leveza que pesa
um saber sábio
secreto
da Natureza

Por isso os bichos te amam
em suas falas naturais:
os felinos
os caprinos
e os poetas - bichos marginais

Luís Veiga Leitão, in 'Linhas do Trópico'




Outros Poemas de Luís Veiga Leitão:

Facebook

Inspirações

Iluminar a Vida

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE