José Luís Peixoto

Portugal
n. 4 Set 1974
Escritor

gruas no cais descarregam mercadorias e eu amo-te

gruas no cais descarregam mercadorias e eu amo-te.
homens isolados caminham nas avenidas e eu amo-te.
silêncios eléctricos faíscam dentro das máquinas e eu amo-te.
destruição contra o caos, destruição contra o caos e eu amo-te.
reflexos de corpos desfiguram-se nas montras e eu amo-te.
envelhecem anos no esquecimento dos armazéns e eu amo-te.
toda a cidade se destina à noite e eu amo-te.

José Luís Peixoto, in 'Gaveta de Papéis'




Facebook

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE