Luis Filipe Castro Mendes

Portugal
n. 1950
Poeta/Ficcionista

Inscrição

Ama silenciosamente o teu destino.
Nem pátria nem palavras memoráveis
farão durar a luz nos teus sentidos:
alguns objectos que te lembrem, poucos livros
e versos que sílaba a sílaba transfiguras
até entardecer cada palavra.

Teces o teu tremor. E sobre a pedra
a marca que ficar será de ausência.   

Luis Filipe Castro Mendes, in "Os Amantes Obscuros"
// Consultar versos e eventuais rimas




Facebook

Inspirações

Sorriso Contagiante

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE