Pedro Paulo de Sena Madureira

Brasil

Poeta/Crítico/Editor

Mordaças

(fragmento)

O que somos
se não somos mais do que
fôramos, somos e teremos sido
intactos neste ventre
sombras na Sombra?

Nossos emblemas,
nossa linguagem e espelhos,
vagidos na tarde mansa, o que são se,
rabiscos de uma memória para sempre futura
do que não fôramos, não somos, nem,
covardes, teremos sido,
já não insistem com seu fogo antigo,
e nos perdemos nos vãos de nosso horror,
amordaçados e quietos,
famintos nesta Fome
que nos corrompe e não nos explica?

Pedro Paulo de Sena Madureira, in 'Devastação'




Outros Poemas de Pedro Paulo de Sena Madureira:

Facebook

Inspirações

O que Conta na Vida

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE