Mário Cesariny de Vasconcelos

Portugal
9 Ago 1923 // 26 Nov 2006
Poeta/Pintor

Ortofrenia

Aclamações
dentro do edifício inexpugnável
aclamações
por já termos chapéu para a solidão
aclamações
por sabermos estar vivos na geleira
aclamações
por ardermos mansinho junto ao mar
aclamações
porque cessou enfim o ruído da noite a secreta alegria por escadas
               de caracol
aclamações
porque uma coisa é certa: ninguém nos ouve
aclamações
porque outra é indubitável: não se ouve ninguém

Mário Cesariny, in "Planisfério"
// Consultar versos e eventuais rimas




Facebook

Inspirações

Mudar a Opinião

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE