Miguel Torga

Portugal
12 Ago 1907 // 17 Jan 1995
Escritor/Poeta

Paz

Calado ao pé de ti, depois de tudo,
Justificado
Como o instinto mandou,
Ouço, nesta mudez,
A força que te dobrou,
Serena, dizer quem és
E quem sou.

Miguel Torga, in 'Diário (1939)'
// Consultar versos e eventuais rimas




Facebook

Inspirações

Rirmos Juntos

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE