Cecília Meireles

Brasil
7 Nov 1901 // 9 Nov 1964
Poeta/Escritora

Solidão

Imensas noites de Inverno,
com frias montanhas mudas,
é o mar negro, mais eterno,
mais terrível, mais profundo.

(...)

A noite fecha seus lábios
- terra e céu - guardado nome.
E os seus longos sonhos sábios
geram a vida dos homens.

Geram os olhos incertos,
por onde descem os rios
que andam nos campos abertos
da claridade do dia.

Cecília Meireles, in 'Viagem'
// Consultar versos e eventuais rimas




Facebook

© Copyright 2003-2018 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE