34 Poemas

>>

Amigo (1)

Mal nos conhecemos/ Inaugurámos a palavra «amigo»./ / «Amigo» é um sorriso/ De boca em boca,/ Um olhar bem limpo,/ Uma casa, mesmo modesta, que se oferece,/ Um coração pronto a pulsar/ Na nossa mão!/...

Recado aos Amigos Distantes (2)

Meus companheiros amados,/ não vos espero nem chamo:/ porque vou para outros lados./ Mas é certo que vos amo./ / Nem sempre os que estão mais perto/ fazem melhor companhia./ Mesmo com sol encoberto,...

Retrato de Amigo (3)

Por ti falo. E ninguém sabe. Mas eu digo/ meu irmão minha amêndoa meu amigo/ meu tropel de ternura minha casa/ meu jardim de carência minha asa./ / Por ti morro e ninguém pensa. Mas eu si...

Antes que Seja Tarde (4)

Amigo,/ tu que choras uma angústia qualquer/ e falas de coisas mansas como o luar/ e paradas/ como as águas de um lago adormecido,/ acorda!/ Deixa de vez/ as margens do regato solitário/ onde te mira...

Suavidade (5)

Poisa a tua cabeça dolorida/ Tão cheia de quimeras, de ideal/ Sobre o regaço brando e maternal/ Da tua doce Irmã compadecida./ / Hás de contar-me nessa voz tão q'rida/ Tua dor infantil e irreal,/ E e...
Livro de Sóror Saudade

Os Amigos (6)

Os amigos amei/ despido de ternura/ fatigada;/ uns iam, outros vinham,/ a nenhum perguntava/ porque partia,/ porque ficava;/ era pouco o que tinha,/ pouco o que dava,/ mas também só queria/ partilhar...

Para um Amigo Tenho Sempre (7)

Para um amigo tenho sempre um relógio/ esquecido em qualquer fundo de algibeira./ Mas esse relógio não marca o tempo inútil./ São restos de tabaco e de ternura rápida./ É um arco-íris de sombra, quen...

Meu Camarada e Amigo (8)

Revejo tudo e redigo/ meu camarada e amigo./ Meu irmão suando pão/ sem casa mas com razão./ Revejo e redigo/ meu camarada e amigo/ / As canções que trago prenhas/ de ternura pelos outros/ saem das mi...

Amigo (9)

1./ Amigo, toma para ti o que quiseres,/ passeia o teu olhar pelos meus recantos,/ e se assim o desejas, dou-te a alma inteira,/ com suas brancas avenidas e canções./ / 2./ Amigo - faz com que na tar...

Para os Amigos (10)

De entre todos, apenas vós/ tendes direito a ver-me/ fracassar. Onde caio/ entre a vossa irónica/ doçura implacável, convosco/ partilho o pão e o espaço/ e a rapidez dos olhos/ sobre o que fica (semp...

Amiga (11)

Deixa-me ser a tua amiga, Amor,/ A tua amiga só, já que não queres/ Que pelo teu amor seja a melhor,/ A mais triste de todas as mulheres./ / Que só, de ti, me venha mágoa e dor/ O que me importa a mi...
Livro de Mágoas

Cantar do Amigo Perfeito (12)

Passado o mar, passado o mundo, em longes praias,/ de areia e ténues vagas, como esta/ em que haverá de nossos passos a memória/ embora soterrada pela areia nova,/ e em que sobre as muralhas quanta s...

Os Amigos (13)

no regresso encontrei aqueles/ que haviam estendido o sedento corpo/ sobre infindáveis areias/ / tinham os gestos lentos das feras amansadas/ e o mar iluminava-lhes as máscaras/ esculpidas pelo dedo ...

Amizade (14)

Ser-se amigo é ser-se pai/ ( — Ou mais do que pai talvez...)/ É pôr-se a boca onde cai/ A nódoa que nos desfez./ / É dar sem receber nada,/ Consciente da prisão,/ Onde os nossos passos vão/ Em linha ...

Bilhete para o Amigo Ausente (15)

Lembrar teus carinhos induz/ a ter existido um pomar/ intangíveis laranjas de luz/ laranjas que apetece roubar./ / Teu luar de ontem na cintura/ é ainda o vestido que trago/ seda imaterial seda pura/...

Visita-me Enquanto não Envelheço (16)

visita-me enquanto não envelheço/ toma estas palavras cheias de medo e surpreende-me/ com teu rosto de Modigliani suicidado/ / tenho uma varanda ampla cheia de malvas / e o marulhar das noites povoad...

Amizade (17)

Uma criança muito suja atira pedras a um cão. O cão / não foge. Esquiva-se e vem até junto da criança/ para lhe lamber o rosto./ / Há, depois, um abraço apertado, de compr...

Logos (18)

Tu, que eu não vejo, e estás ao pé de mim/ E, o que é mais, dentro de mim — que me rodeias/ Com um nimbo de afectos e de idéias,/ Que são o meu princípio, meio e fim.../ / Que estranho ser és tu (se ...

Convite Triste (19)

Meu amigo, vamos sofrer,/ vamos beber, vamos ler jornal,/ vamos dizer que a vida é ruim,/ meu amigo, vamos sofrer./ / Vamos fazer um poema/ ou qualquer outra besteira./ Fitar por exemplo uma estrela/...

Falsos Amigos (20)

Tenho amigos que pensam confundir-me/ igualando a loucura à minha ânsia./ Pobrezitos!, que tentam destruir-me/ havendo de permeio esta distância./ / Eu tenho pena de não ser um deles,/ ao menos uma v...
>>

Pesquisa

Facebook

A Podridão da Honra

Uma cadela de mau cheiro, que pariu numerosos filhotes, em parte já a apodrecer, mas que na minha infância era tudo para mim, que me segue fielmente o tempo todo, em quem não consigo bater, mas da qu...

Os Especialistas São Muitos e Felizes

Um especialista é um homem que sabe qualquer coisa de uma coisa e nada de todas as coisas. De uma coisa não se pode saber senão qualquer coisa, porque o conhecimento humano é limitado. E, para perceb...