6 Poemas



fingir que está tudo bem (1)

fingir que está tudo bem: o corpo rasgado e vestido/ com roupa passada a ferro, rastos de chamas dentro/ do corpo, gritos desesperados sob as conversas: fingir/ que está tudo bem: olhas-me e só tu sa...
A Criança em Ruínas

A Parte Invisível do Visível (2)

A parte invisível do visível./ De resto conhecer mais o quê?/ O Manifesto do Invisível./ Os lobos são a cabeça do anjo que não se vê./ Sangue no Focinho e Cobardia./ / Gonçalo M. Tavares, in Inve...

Os Arlequins - Sátira (3)

Musa, depõe a lira!/ Cantos de amor, cantos de glória esquece!/ Novo assunto aparece/ Que o gênio move e a indignação inspira./ Esta esfera é mais vasta,/ E vence a letr...

Desenganado da Aparência Exterior (4)

DESENGANADO DA APARÊNCIA EXTERIOR COM O EXAME INTERIOR E VERDADEIRO/ / Vês tu este gigante corpulento/ que solene e soberbo se reclina?/ Pois por dentro é farrapos e faxina,/ e é um carregador se...

Esparsa (5)

Não vejo o rosto a ninguém,/ cuidais que sou, e não sou./ Sombras que não vão nem vêm,/ parece que avante vão./ Entre o doente e o são/ mente cada passo a espia;/ no meio do claro dia/ andais entre l...

Aparência (6)

Cismo, numa tarde, entre esta tarde e a mor-/ te, a verdade que nasce na minha carne:/ / Vivemos de beleza, de silêncio e beleza./ Trilhamos uma estrada incerta e traiçoeira,/ A estrada perfumada por...


Facebook

© Copyright 2003-2018 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE