25 Poemas

>>

O Beijo Mata o Desejo (1)

MOTE/ / «Não te beijo e tenho ensejo/ Para um beijo te roubar;/ O beijo mata o desejo/ E eu quero-te desejar.»/ / GLOSAS/ Porque te amo de verdade,/ 'stou louco por dar-te um beijo,/ Mas contra a tua...

Desejo Indomável (2)

Como corre a gazela/ pela sombra dos bosques,/ enlouquecida pelo próprio perfume,/ assim corro eu, enlouquecido,/ nesta noite do coração de maio/ aquecida pela brisa do Sul./ / Perdi o caminho/ e err...

Desejos Vãos (3)

Eu queria ser o Mar de altivo porte/ Que ri e canta, a vastidão imensa!/ Eu queria ser a Pedra que não pensa,/ A pedra do caminho, rude e forte!/ / Eu queria ser o Sol, a luz imensa, / O bem do que é...
Livro de Mágoas

Ideal (4)

Aquela, que eu adoro, não é feita/ De lírios nem de rosas purpurinas,/ Não tem as formas languidas, divinas/ Da antiga Vénus de cintura estreita.../ / Não é a Circe, cuja mão suspeita/ Compõe filtros...

O Andaime (5)

O tempo que eu hei sonhado/ Quantos anos foi de vida!/ Ah, quanto do meu passado/ Foi só a vida mentida/ De um futuro imaginado!/ / Aqui à beira do rio/ Sossego sem ter razão./ Este seu correr vazio/...

Paisagem (6)

Desejei-te pinheiro à beira-mar/ para fixar o teu perfil exacto./ / Desejei-te encerrada num retrato/ para poder-te contemplar./ / Desejei que tu fosses sombra e folhas/ no limite sereno dessa praia....

Aves (7)

ter-te suspensa/ do meu lume/ na fogosa boca/ o ardume/ a explodir/ tu/ ardida e intacta/ sonho e nuvem/ voz exacta/ um soltar/ de aves/ em pânico/ na relva do olhar/ / Fernando Namora, in 'Nome P...

no obscuro desejo (8)

no obscuro desejo,/ no incerto silêncio,/ nos vagares repetidos,/ na súbita canção/ / que nasce como a sombra/ do dia agonizante,/ quando empalidece/ o exterior das coisas,/ / e quando não se sabe/ s...

Calmaria (9)

Nada!/ Horas e horas neste ponto morto/ Onde caiu agora a minha vida.../ Nem um desejo, ao menos!/ Só instintos pequenos:/ Apetite de cama e de comida!/ / Nem sequer ler um livro/ Ou conversar comigo...

Clandestinidade (10)

Secreto me acho/ e secreto me sentes/ quando/ secreto me julgas,/ Impuro me reconheço/ quando/ o nosso silêncio/ são vozes turbas./ Dúbio é o desejo/ quando/ não é transparente/ a água em que se deit...
>>

Facebook

Inspirações

Sorriso Contagiante

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE