25 Poemas

>>

O que Me Dói não É (1)

O que me dói não é/ O que há no coração/ Mas essas coisas lindas/ Que nunca existirão.../ / São as formas sem forma/ Que passam sem que a dor/ As possa conhecer/ Ou as sonhar o amor./ / São como se a...

Vaga, no Azul Amplo Solta (2)

Vaga, no azul amplo solta,/ Vai uma nuvem errando./ O meu passado não volta./ Não é o que estou chorando./ / O que choro é diferente./ Entra mais na alma da alma./ Mas como, no céu sem gente,/ A nuve...

Sem Remédio (3)

Aqueles que me têm muito amor/ Não sabem o que sinto e o que sou .../ Não sabem que passou, um dia, a Dor/ À minha porta e, nesse dia, entrou./ / E é desde então que eu sinto este pavor,/ Este frio q...
Livro de Mágoas

A Minha Dor (4)

A minha Dor é um convento ideal/ Cheio de claustros, sombras, arcarias,/ Aonde a pedra em convulsões sombrias/ Tem linhas dum requinte escultural./ / Os sinos têm dobres de agonias/ Ao gemer, comovid...
Livro de Mágoas

A Dor Tem um Elemento de Vazio (5)

A Dor - tem um Elemento de Vazio -/ Não se consegue lembrar / De quando começou - ou se houve / Um tempo em que não existiu -/ / Não tem Futuro - para lá de si própria -/ O seu Infinito contém/ O seu...

Branco e Vermelho (6)

A dor, forte e imprevista,/ Ferindo-me, imprevista,/ De branca e de imprevista/ Foi um deslumbramento,/ Que me endoidou a vista,/ Fez-me perder a vista,/ Fez-me fugir a vista,/ Num doce esvaimento./ ...

Hino à Dor (7)

Sorri com mais doçura a boca de quem sofre,/ Embora amargue o fel que os seus lábios beberam;/ É mais ardente o olhar onde, como um aljofre,/ A Dor se condensou e as lágrimas correram./ / Soa, como s...

Ícaro (8)

A minha Dor, vesti-a de brocado,/ Fi-la cantar um choro em melopeia,/ Ergui-lhe um trono de oiro imaculado,/ Ajoelhei de mãos postas e adorei-a./ / Por longo tempo, assim fiquei prostrado,/ Moendo os...

Glosa (9)

Quem me roubou a minha dor antiga,/ E só a vida me deixou por dor?/ Quem, entre o incêndio da alma em que o ser periga,/ Me deixou só no fogo e no torpor?/ / Quem fez a fantasia minha amiga,/ Negando...

Impossível (10)

Disseram-me hoje, assim, ao ver-me triste:/ “Parece Sexta-Feira de Paixão./ Sempre a cismar, cismar de olhos no chão,/ Sempre a pensar na dor que não existe .../ / O que é que tem?! Tão nova e sempre...
Livro de Mágoas

Londres (11)

Vagueio por estas ruas violadas,/ Do violado Tamisa ao derredor,/ E noto em todas as faces encontradas/ Sinais de fraqueza e sinais de dor./ / Em toda a revolta do Homem que chora,/ Na Criança que gr...

Dor (12)

Passa-se um dia e outro dia/ À espera que passe a Dor,/ E a Dor não passa, e porfia,/ Porque trás dia, outro dia/ Que traz Dor inda maior;/ / Porque embora a Dor aflita/ Calasse há muito seus ais,/ A...

O Grito (13)

Se ao menos esta dor servisse/ se ela batesse nas paredes/ abrisse portas/ falasse/ se ela cantasse e despenteasse os cabelos/ / se ao menos esta dor se visse/ se ela saltasse fora da garganta como u...

Esta Dor que me Faz Bem (14)

As coisas falam comigo/ uma linguagem secreta/ que é minha, de mais ninguém./ Quem sente este cheiro antigo,/ o cheiro da mala preta,/ que era tua, minha mãe?/ / Este cheiro de além-vida/ e de indizí...

Evolução (15)

Arde o corpo do sol, brotam feixes de luz:/ O que é a luz?/ Sol que morreu./ / Dardeja a luz, dardeja e pulveriza a fraga:/ Vai nesse pó, que há-de ser terra,/ A luz extinta./ / Gerou a terra a seara...

De Noite (16)

Quando me deito ao pé da minha dôr,/ Minha Noiva-phantasma; e em derredor/ Do meu leito, a penumbra se condensa,/ E já não vejo mais que a noite imensa,/ Ante os meus olhos intimos, acêsos,/ Extatico...

Só Males São Reais, Só Dor Existe (17)

Só males são reais, só dor existe:/ Prazeres só os gera a fantasia;/ Em nada[, um] imaginar, o bem consiste,/ Anda o mal em cada hora e instante e dia./ / Se buscamos o que é, o que devia/ Por nature...

Como Inútil Taça Cheia (18)

Como inútil taça cheia/ Que ninguém ergue da mesa,/ Transborda de dor alheia/ Meu coração sem tristeza./ / Sonhos de mágoa figura/ Só para Ter que sentir/ E assim não tem a amargura/ Que se temeu a f...

Entre a Flor e o Tempo (19)

Também de dor se morre pois é morte/ o sentimento ausente. O ser feliz/ é ser presente, sem que mais importe/ esse profundo sulco e a cicatriz/ que no corpo nos marca o sofrimento./ Assim é nossa vid...

Ditosos a quem Acena (20)

MARINHA/ / Ditosos a quem acena/ Um lenço de despedida!/ São felizes: têm pena.../ Eu sofro sem pena a vida./ / Dôo-me até onde penso,/ E a dor é já de pensar,/ Órfão de um sonho suspenso/ Pela maré ...
>>

Facebook

Primeiramente

Acordo sem o contorno do teu rosto na minha almofada, sem o teu peito liso e claro como um dia de vento, e começo a erguer a madrugada apenas com as duas mãos que me deixaste, hesitante nos gestos, p...

Preciso de Ti para Ser Eu

Ser quem sou passa por ser capaz de criar ligações ao outro, com o outro e para o outro. Só há pessoas porque há relações. A minha existência é constituída pelos caminhos que sonho, construo e percor...
Inspirações

Basta uma Palavra

© Copyright 2003-2016 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE