7 Poemas



Cântico Negro (1)

Vem por aqui - dizem-me alguns com os olhos doces/ Estendendo-me os braços, e seguros/ De que seria bom que eu os ouvisse/ Quando me dizem: vem por aqui! / Eu olho-os com olhos lassos,/ (Há, nos o...

Identidade (2)

Preciso ser um outro/ para ser eu mesmo/ / Sou grão de rocha/ Sou o vento que a desgasta/ / Sou pólen sem insecto/ / Sou areia sustentando/ o sexo das árvores/ / Existo onde me desconheço/ aguardando...
Raiz de Orvalho e Outros Poemas

Esta Gente / Essa Gente (3)

O que é preciso é gente/ gente com dente/ gente que tenha dente/ que mostre o dente/ / Gente que não seja decente/ nem docente/ nem docemente/ nem delicodocemente/ / Gente com mente/ com sã mente/ qu...

Identidade (4)

Matei a lua e o luar difuso./ Quero os versos de ferro e de cimento./ E em vez de rimas, uso/ As consonâncias que há no sofrimento./ / Universal e aberto, o meu instinto acode/ A todo o coração que s...

Nem Sempre Sou Igual no que Digo e Escrevo (5)

Nem sempre sou igual no que digo e escrevo./ Mudo, mas não mudo muito./ A cor das flores não é a mesma ao sol/ De que quando uma nuvem passa/ Ou quando entra a noite/ E as flores são cor da sombra./ ...

Identidade (6)

A identidade, como a pele,/ renova-se, perde-se de sete/ em sete anos, muda no mesmo/ corpo, torna diferente/ a permanência humana./ A identidade é a soma/ das intenções, uma foto/ instantânea para u...

Estrangeiro (7)

Sou estrangeiro em todos os lugares./ Inútil procurar-te, aldeia minha./ Subo de escada todos os andares,/ com a fria espada a acutilar-me a espinha./ Não sou daqui nem sou de lá. Perdi-me/ na indeci...


Facebook

.
© Copyright 2003-2017 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE