11 Poemas



Os Vendilhões do Templo (1)

Deus disse: faz todo o bem/ Neste mundo, e, se puderes,/ Acode a toda a desgraça/ E não faças a ninguém/ Aquilo que tu não queres/ Que, por mal, alguém te faça./ / Fazer bem não é só dar/ Pão aos que...

Não Dês Esmola a Santinhos (2)

MOTE/ / Não dês esmola a santinhos,/ Se queres ser bom cidadão;/ Dá antes aos pobrezinhos/ Uma fatia de pão./ / GLOSAS/ / Não dês, porque a padralhada/ Pega nas tuas esmolinhas/ E compra frangos e ga...

Ilumina-se a Igreja por Dentro da Chuva (3)

Ilumina-se a igreja por dentro da chuva deste dia,/ E cada vela que se acende é mais chuva a bater na vidraça.../ / Alegra-me ouvir a chuva porque ela é o templo estar aceso,/ E as vidraças da igreja...

A Piedosa Beppa (4)

Enquanto o meu corpo for belo/ É pecado ser piedosa,/ É sabido que Deus gosta das mulheres,/ E das bonitas sobretudo./ Ele perdoará, tenho a certeza,/ Facilmente ao pobre fradezinho/ Que tanto procur...
A Gaia Ciência

A um Crucifixo (5)

Há mil anos, bom Cristo, ergueste os magros braços/ E clamaste da cruz: há Deus! e olhaste, ó crente,/ O horizonte futuro e viste, em tua mente,/ Um alvor ideal banhar esses espaços!/ / Por que morre...

Lágrimas de Cera (6)

Passou; viu a porta aberta./ Entrou; queria rezar./ A vela ardia no altar./ A igreja estava deserta./ / Ajoelhou-se defronte/ Para fazer a oração;/ Curvou a pálida fronte/ E pôs os olhos no chão./ / ...

Os Sinos (7)

1/ / Os sinos tocam a noivado,/ No Ar lavado!/ Os sinos tocam, no Ar lavado,/ A noivado!/ / Que linda criança que assoma na rua!/ Que linda, a andar!/ Em extasi, o povo commenta que é a L...

Na Capela (8)

Na capela, perdida entre a folhagem,/ O Cristo, lá no fundo, agonisava.../ Oh! como intimamente se casava/ Com minha dor a dor d'aquela imagem!/ / Filhos ambos do amor, igual miragem/ Nos roçou pela ...

O Monge Maldito (9)

Os devotos painéis dos antigos conventos,/ Reproduzindo a santa imagem da Verdade,/ Davam certo conforto aos sóbrios monumentos,/ Tornavam menos fria aquela austeridade./ / Olhos fitos em Deus, nos s...

As Cathedraes (10)

Como vos amo ver ó cathedraes sosinhas,/ A recortar o azul das noutes constelladas!/ Erguidos corucheus, mysticas andorinhas,/ - Ó grandes cathedraes do sol ensanguentadas!/ / Como vos amo ver, pomba...

O Sr. Abbade (11)

Quando vem Junho e deixo esta cidade,/ Batina, Caes, tuberculozos céus,/ Vou para o Seixo, para a minha herdade:/ Adeus, cavaco e luar! choupos, adeus!/ / Tomo o regimen do Sr. Abbade,/ E faço...


Facebook

© Copyright 2003-2017 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE