6 Poemas



O Homem que Lê (1)

Eu lia há muito. Desde que esta tarde/ com o seu ruído de chuva chegou às janelas./ Abstraí-me do vento lá fora:/ o meu livro era difícil./ Olhei as suas páginas como rostos/ que se ensombram pela pr...

A Leitora (2)

A leitora abre o espaço num sopro subtil./ Lê na violência e no espanto da brancura./ Principia apaixonada, de surpresa em surpresa./ Ilumina e inunda e dissemina de arco em arco./ Ela fala com as pe...

A Leitora (3)

A leitora abre o espaço num sopro subtil./ Lê na violência e no espanto da brancura./ Principia apaixonada, de surpresa em surpresa./ Ilumina e inunda e dissemina de arco em arco./ Ela fala com as pe...

Poeminha Tentando Justificar Minha Incultura (4)

Ler na cama/ É uma difícil operação/ Me viro e reviro/ E não encontro posição/ Mas se, afinal,/ Consigo um cómodo abandono,/ Pego no sono./ / Millôr Fernandes, in Pif-Paf ...

Leitura (5)

Quando por fim as árvores/ se tornam luminosas; e ardem/ por dentro pressentindo;/ folha a folha; as chamas/ ávidas de frio:/ nimbos e cúmulos coroam/ a tarde, o horizonte,/ com a sua auréola incande...

Tecido (6)

O texto tem sua face/ de avesso na superfície:/ é dia e noite, sintaxe/ do que se pensa, ou se disse./ / Tudo no texto é disfarce,/ ritual de voz e artifício,/ como se tudo falasse/ por si mesmo, na ...


Pesquisa

Pensar Custa

Pensar é a todo momento e a todo custo. Pensar dói, cansa e só traz aborrecimentos. Melhor é não pensar. Mas pensar não é facultativo. Se o cérebro, a mínima parte dele que seja, deixa de estar alert...

A Responsabilidade do Ser Humano

A primeira adoração dos ídolos foi sem dúvida o medo das coisas, mas também, relacionado com este, o medo da necessidade das coisas e, relacionado com isso, o medo da responsabilidade por elas. Essa ...
Facebook