6 Poemas



Ser Doido-Alegre, que Maior Ventura! (1)

Ser doido-alegre, que maior ventura!/ Morrer vivendo p'ra além da verdade./ É tão feliz quem goza tal loucura/ Que nem na morte crê, que felicidade!/ / Encara, rindo, a vida que o tortura,/ Sem ver n...

Esta Espécie de Loucura (2)

Esta espécie de loucura/ Que é pouco chamar talento/ E que brilha em mim, na escura/ Confusão do pensamento,/ / Não me traz felicidade;/ Porque, enfim, sempre haverá/ Sol ou sombra na cidade./ Mas em...

Demasiada Loucura é o Mais Divino Juízo (3)

Demasiada Loucura é o mais divino Juízo -/ Para um Olhar criterioso -/ Demasiado Juízo - a mais severa Loucura -/ É a Maioria que/ Nisto, como em Tudo, prevalece -/ Consente - e és são -/ Objecta - é...

Ora Até que Enfim (4)

Ora até que enfim..., perfeitamente... / Cá está ela! / Tenho a loucura exatamente na cabeça. / Meu coração estourou como uma bomba de pataco, / E a minha cabeça teve o sobressalto pela espinha acima...

Os Loucos (5)

Há vários tipos de louco./ / O hitleriano, que barafusta./ O solícito, que dirige o trânsito./ O maníaco fala-só./ / O idiota que se baba,/ explicado pelo psiquiatra gago./ O legatário de outros,/ o ...

Testamento Aberto (6)

Só para ver curar minhas pernas partidas/ Nas dores eternas/ Dos saltos gorados,/ Eu amo a aparente inconsciência dos loucos,/ Embora fique aos poucos nos meus saltos/ Desabridos e falhados./ / Apraz...


Facebook

© Copyright 2003-2018 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE