10 Poemas



Desde a Aurora (1)

Como um sol de polpa escura/ para levar à boca,/ eis as mãos:/ procuram-te desde o chão,/ / entre os veios do sono/ e da memória procuram-te:/ à vertigem do ar/ abrem as portas:/ / vai entrar o vento...

Coração Habitado (2)

Aqui estão as mãos./ São os mais belos sinais da terra./ Os anjos nascem aqui:/ frescos, matinais, quase de orvalho,/ de coração alegre e povoado./ / Ponho nelas a minha boca,/ respiro o sangue, o se...

As Minhas Mãos (3)

As minhas mãos magritas, afiladas,/ Tão brancas como a água da nascente,/ Lembram pálidas rosas entornadas/ Dum regaço de Infanta do Oriente./ / Mãos de ninfa, de fada, de vidente,/ Pobrezinhas em se...
Charneca em Flor

Dá-me as Tuas Mãos (4)

As mãos foram feitas/ para trazer o futuro,/ encurtar a tristeza, encher/ o que fica das mãos/ de ontem - intervalos/ (duros, fiéis) das palavras,/ vocação urgente/ da ternura, pensamento/ entreabert...

As Mãos (5)

Brandamente escrevem dos espasmos do sol./ Envelhecem do pulso ao cérebro, ao calor baço/ de um revérbero no eixo dos ventos, usura/ das máscaras que, sucessivamente, as transformam/ / de consciência...

As Tuas Mãos Terminam em Segredo (6)

As tuas mãos terminam em segredo./ Os teus olhos são negros e macios/ Cristo na cruz os teus seios (?) esguios/ E o teu perfil princesas no degredo.../ / Entre buxos e ao pé de bancos frios/ Nas entr...

Cacida da Mão Impossível (7)

Não quero mais que uma mão,/ mão ferida, se possível./ Não quero mais que uma mão,/ inda que passe noites mil sem cama./ / Seria um lírio pálido de cal,/ uma pomba atada ao meu coração,/ o guarda que...

Poema da Hora Escoada (8)

Minhas mãos/ - duas chamas débeis de vela/ unidas no mesmo destino./ / Minhas mãos/ derretidas em cera/ que vai escorrendo,/ gota a gota,/ ao longo do corpo hirto/ da vela moribunda./ Que vai escorre...

As Tuas Mãos (9)

Pálido, extático,/ olhavas para mim./ E as tuas mãos raras,/ de linhas estilizadas,/ poisavam abandonadas/ sobre os tons liriais do meu coxim…/ / Os meus olhos de sonho/ ficaram presos tristemente/ à...

A umas Mãos (10)

Senhora, estas vossas mãos/ São sobre belas tão lindas,/ Que dão de mão aos arminhos/ Na candidez, com que brilham./ Formou-as a natureza/ De excelências tão subidas,/ Que por essas mãos perder-me./ ...


Pesquisa

Facebook

Meu Bebé para Dar Dentadas

Meu Bebé pequeno e rabino: Cá estou em casa, sozinho, salvo o intelectual que está pondo o papel nas paredes (pudera! havia de ser no tecto ou no chão!); e esse não conta. E, conforme prometi, vou e...

O Preço da Pressa

O castigo de ser feliz é o tempo passar depressa. O castigo de ser triste é o tempo não passar. A recompensa de não conseguir ser nem triste nem feliz, permanecendo indiferente, é o tempo passar deva...