64 Poemas

>>

Noite Apressada (1)

Era uma noite apressada/ depois de um dia tão lento./ Era uma rosa encarnada/ aberta nesse momento./ Era uma boca fechada/ sob a mordaça de um lenço./ Era afinal quase nada,/ e tudo parecia imenso!/ ...

Como a Noite é Longa! (2)

Como a noite é longa!/ Toda a noite é assim.../ Senta-te, ama, perto/ Do leito onde esperto./ Vem p’r’ao pé de mim.../ / Amei tanta coisa.../ Hoje nada existe./ Aqui ao pé da cama/ Canta-me, minha am...

Desde a Aurora (3)

Como um sol de polpa escura/ para levar à boca,/ eis as mãos:/ procuram-te desde o chão,/ / entre os veios do sono/ e da memória procuram-te:/ à vertigem do ar/ abrem as portas:/ / vai entrar o vento...

Fico Sozinho com o Universo Inteiro (4)

Começa a haver meia-noite, e a haver sossego, / Por toda a parte das coisas sobrepostas, / Os andares vários da acumulação da vida... / Calaram o piano no terceiro andar... / Não oiço já passos no se...

Na Noite Terrível (5)

Na noite terrível, substância natural de todas as noites, / Na noite de insônia, substância natural de todas as minhas noites, / Relembro, velando em modorra incômoda, / Relembro o que fiz e o que po...

Noite de Sonhos Voada (6)

Noite de sonhos voada/ cingida por músculos de aço,/ profunda distância rouca/ da palavra estrangulada/ pela boca armodaçada/ noutra boca,/ ondas do ondear revolto/ das ondas do corpo dela/ tão domin...

A Noite É Muito Escura (7)

É noite. A noite é muito escura. Numa casa a uma grande distância/ Brilha a luz duma janela./ Vejo-a, e sinto-me humano dos pés à cabeça./ É curioso que toda a vida do indivíduo que ali mora, e que n...

Tu à Noite (8)

Tu à noite havias de escutar/ A trovoada e o ar ambulante./ Tu nessa margem hás-de virar/ Para onde estão as intempéries dominantes./ / Toda essa honrada esperança/ Ruirá na ardósia,/ E destroçará o ...

A Mais Bela Noite do Mundo (9)

Hoje,/ será o fim!/ / Hoje/ nem este falso silêncio/ dos meus gestos malogrados/ debruçando-se/ sobre os meus ombros nus/ e esmagados!/ / Nem o luar, pano baço de cenário velho,/ escutando/ a minha p...

Que Noite Serena! (10)

Que noite serena! / Que lindo luar! / Que linda barquinha / Bailando no mar!/ / Suave, todo o passado — o que foi aqui de Lisboa — me surge... / O terceiro andar das tias, o sossego de outrora, / So...
>>

Facebook

Inspirações

Encher a Hora

© Copyright 2003-2019 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE