2 Poemas



Quanto Ódio (1)

quanto ódio/ diz/ quanto ódio/ não sabes/ tens/ dentro de ti/ / o deferente tapete da palavra/ a rede b...

Cantiga do Ódio (2)

O amor de guardar ódios/ agrada ao meu coração,/ se o ódio guardar o amor/ de servir a servidão./ Há-de sentir o meu ódio/ quem o meu ódio mereça:/ ó vida, cega-me os olhos/ se não cumprir a promessa...


Pesquisa

Facebook

As Mães

Quando voltar ao Alentejo as cigarras já terão morrido. Passaram o verão todo a transformar a luz em canto - não sei de destino mais glorioso. Quem lá encontraremos, pela certa, são aquelas mulheres ...

Mísera Condição a de um Artista

Peguei hoje por acaso num livro meu. Abri, comecei a ler, mas ao cabo de duas páginas desisti. Era tal a sensação de inacabado, de provisório e de rudimentar que tudo aquilo me dava, que fugi de mim ...