24 Poemas

>>

O Teu Olhar (1)

Passam no teu olhar nobres cortejos,/ Frotas, pendões ao vento sobranceiros,/ Lindos versos de antigos romanceiros,/ Céus do Oriente, em brasa, como beijos,/ / Mares onde não cabem teus desejos;/ Pas...
A Mensageira das Violetas

Seus Olhos (2)

Seus olhos - que eu sei pintar/ O que os meus olhos cegou –/ Não tinham luz de brilhar,/ Era chama de queimar;/ E o fogo que a ateou/ Vivaz, eterno, divino,/ Como facho do Destino./ / Divino, eterno!...

Teus Olhos (3)

Teus olhos são a pátria do relâmpago e da lágrima,/ silêncio que fala,/ tempestades sem vento, mar sem ondas,/ pássaros presos, douradas feras adormecidas,/ topázios ímpios como a verdade,/ outono nu...

Teus Olhos (4)

Olhos do meu Amor! Infantes loiros/ Que trazem os meus presos, endoidados!/ Neles deixei, um dia, os meus tesoiros:/ Meus anéis, minhas rendas, meus brocados./ / Neles ficaram meus palácios moiros,/ ...
Charneca em Flor

Amar Teus Olhos (5)

Podia com teus olhos/ escrever a palavra mar./ Podia com teus olhos/ escrever a palavra amar/ não fossem amor já teus olhos./ / Podia em teus olhos navegar/ conjugar os verbos dar e receber./ Podia c...

Os Teus Olhos (6)

Direi verde/ do verde dos teus olhos/ / de um rugoso mais verde/ e mais sedento/ / Daquele não só íntimo/ ou só verde/ / daquele mais macio mais ave/ ou vento/ / Direi vácuo/ volume/ di...

Imagens que Passais pela Retina (7)

Imagens que passais pela retina/ Dos meus olhos, porque não vos fixais?/ Que passais como a água cristalina/ Por uma fonte para nunca mais!.../ Ou para o lago escuro onde termina/ Vosso curso, silent...

Olhos Suaves, que em Suaves Dias (8)

Olhos suaves, que em suaves dias/ Vi nos meus tantas vezes empregados; / Vista, que sobra esta alma despedias/ Deleitosos farpões, no céu forjados: / / Santuários de amor, luzes sombrias, / Olhos, ol...

Olhos (9)

Olhos:/ brilhantes da chuva que caiu/ quando Deus me mandou beber. / / Olhos:/ ouro, que a noite me contou nas mãos,/ quando colhi urtigas/ e fiz arrepender as sombras dos Provérbios./ / Olhos:/ noi...

Teus Olhos (10)

Teus olhos, Honorine, cruzaram oceanos,/ longamente tristes, sequiosos,/ como flor aberta nas sombras em busca do Sol./ Vieram com o vento e com as ondas,/ através dos campos e bosques da beira-mar./...

Attracção (11)

Meus olhos sempre inquietos/ Que posso até dizer,/ Só acham n'alma objectos/ Que os possam entreter;/ / Meus olhos... coisa rara!/ Porque hão de em ti parar/ Como a corrente pára/ Em encontrando ...

Que Vistes Meus Olhos (12)

ALHEIO/ / Que vistes meus olhos/ Neste bem, que vistes/ Que vos vejo tristes?/ / VOLTAS/ / As vossas lembranças/ Não vos dão tormentos,/ Nem levam os ventos/ Vossas esperanças./ Não sei que mudanças/...

Teus Olhos (13)

Teus olhos de tão mística elegia,/ resplandecentes de penumbra viva,/ Perdem-se em mim: do meu olhar deriva/ A luz da mais cristã melancolia!/ / Possa eu viver em ti, nessa harmonia/ De memorante paz...

Fermosos Olhos (14)

Fermosos olhos, quem ver-vos pretende/ A vista dera em preço se vos vira,/ Que ainda que perder-vos a sentira,/ A perda de não ver-vos não se entende./ / A graça dessa luz não na comprende/ Quem qual...

Não Sei para que Vos Quero (15)

Não sei para que vos quero,/ pois me de olhos não servis,/ olhos a que eu tanto quis!/ / VOLTAS/ / Pera que me fostes dados,/ vós só a chorar vos destes;/ e, se eu tenho cuidados,/ meus olhos, vós mo...

Quem aos Olhos Dar-me-á uma Vertente (16)

Quem aos olhos dar-me-á uma vertente/ de lágrimas, que manem noite e dia?/ Ao menos a alma, enfim, respiraria,/ chorando, ora o passado, ora o presente./ / Quem me dará, longe de toda gente,/ suspiro...

A uns Olhos Negros (17)

Olhos negros, que da alma sois senhores/ Duvido com razão desse atributo,/ Que é muito, que quem mata, traga o luto,/ E é muito ver na noite resplendores:/ / Se de negros, meus olhos, tendes cores,/ ...

Como Dormirão Meus Olhos? (18)

Como dormirão meus olhos?/ Não sei como dormirão, / pois que vela o coração. / / Voltas/ / Toda esta noite passada, / que eu passe em sentir, / nunca a pude dormir, / de ser muito acordada. / Dos meu...

Este Retrato Vosso é o Sinal (19)

Este retrato vosso é o sinal/ ao longe do que sois, por desamparo/ destes olhos de cá, porque um tão claro/ lume não pode ser vista mortal./ / Quem tirou nunca o sol por natural?/ Nem viu, se nuvens ...

Dos Mais Fermosos Olhos (20)

Dos mais fermosos olhos, mais fermoso/ Rosto, que entre nós há, do mais divino/ Lume, mais branca neve, ouro mais fino,/ Mais doce fala, riso mais gracioso:/ / Dum Angélico ar, de um amoroso/ Meneio,...
>>

Pesquisa

Facebook

Ser Mãe é Aceitar. Tudo.

Ser mãe é receber em si um outro que lhe vem de fora e acolhê-lo em vista de um futuro que pressente mas que, de maneira nenhuma, sabe explicar. Ser mãe é, antes de mais, aceitar. Tudo. Tudo. É ac...

Conta-nos a Tua História

Será que não há nenhum contexto para as nossas vidas? Nenhuma canção, nenhuma literatura, nenhum poema cheio de vitaminas, nenhuma história ligada à tua experiência que possas passar para nos ajudar...