4 Poemas



Ontem à Tarde um Homem das Cidades (1)

Ontem à tarde um homem das cidades/ Falava à porta da estalagem./ Falava comigo também./ Falava da justiça e da luta para haver justiça/ E dos operários que sofrem,/ E do trabalho constante, e dos qu...

Parafuso (2)

Sabem-me o rosto, / sabem-me os pés,/ sabem-me a roupa./ / Viram-me nu,/ viram-me inteiro/ no corpo imóvel./ / Mas só me sabem,/ mas só me vêem,/ mas só me enterram:/ / inexistente,/ alheio e estranh...

Da Observação (3)

Não te irrites, por mais que te fizerem.../ Estuda, a frio, o coração alheio./ Farás, assim, do mal que eles te querem,/ Teu mais amável e sutil recreio.../ / / Mário Quintana, in 'Espelho Mágico'...

Palavra de Homem (4)

Um pouco de amargura não resolve./ Um pouco de amargura/ se dissolve,/ se nesta cidade/ não conheces o outro/ que está perto e pouco./ / A palavra de homem em tua boca/ espera a palavra e...


Facebook

.
© Copyright 2003-2017 Citador - Todos os direitos reservados | SOBRE O SITE